#21DiasdeAtivismo – Campanha promove conversa com Policiais Militares sobre violência de gênero


É no Subúrbio Ferroviário de Salvador que se registra o maior número de vítimas de violência doméstica na cidade. E foi de lá que surgiu a Ronda Maria da Penha, que atua no atendimento, apoio e orientação das ocorrências policiais envolvendo mulheres vítimas deste tipo de violência.

A atuação se estende em prol do cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência, além do encaminhamento das vítimas à Rede de Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica.

À frente desta iniciativa no âmbito da Polícia Militar da Bahia está a major Denice Santiago, que já contabiliza mais de três mil visitas e atendimentos desde sua criação, em março de 2015.

Em Salvador são 27 PM’s atuando na Ronda, sendo 10 femininas, que lidam, diariamente, com as múltiplas violências vividas por mulheres na cidade.

“Uma violência legitimada pela sociedade devido à sua formação patriarcal. Em diversos rincões de nosso estado é aceito e estabelecida a posse do masculino sobre o feminino, o que normaliza a violência doméstica”, enfatiza Denice.

O trabalho da Ronda consiste na construção de um novo saber e fazer na atuação policial, segundo a comandante Santiago. “É uma nova atuação frente a esta invisibilidade. A Ronda tem se proposto a realizar atividades de prevenção e esclarecimentos à sociedade sobre a violência doméstica”, diz.

violenciadegeneroBanco de Imagens

E é o que vai acontecer nos próximos dias 29 de novembro e 5 de dezembro, junto a policiais militares e comandantes de batalhões, respectivamente. Nestes dias, a Ronda Maria da Penha integrará a na campanha dos 21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, realizada na cidade pelo Coletivo de Entidades Negras (CEN) em parceria com o Instituto AVON.

Teremos um programa, em 2017, para atingir todas as unidades policiais militares em uma capacitação exclusiva sobre violência doméstica. Será apresentado e empregado um protocolo específico para normatizar a postura militar em ocorrências de violência doméstica“, explica a comandante, Denice Santiago.

Nos dias em questão, a coordenadora de Gênero do CEN, Iraildes Andrade, dialogará com o efetivo sobre a temática.

“Ouvir do outro como estamos e como podemos melhorar ainda é uma excelente forma de evolução, então ações como estas sempre serão bem e necessárias para nós”, enfatiza a comandante. Acompanhe aqui as atividade que o Coletivo realiza neste período a Campanha pelos dos 21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

Fonte: http://portalsoteropreta.com.br/21diasdeativismo-campanha-promove-conversa-com-policiais-militares-sobre-violencia-de-genero/

Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas