Mulheres em cárcere receberão ação especial nos 21 Dias de Atvismo Contra Violência

 

Até dia 10 de dezembro, Salvador e Lauro de Freitas receberão ações tendo como pauta o combate à violência de gênero que vitima uma mulher a cada 2 minutos no país.

Junto ao Instituto AVON e à Prefeitura de Salvador na campanha dos 21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, o Coletivo de Entidades Negras (CEN) também incluirá uma população especial destas estatísticas: as mulheres encarceradas. Elas são 115 no Presídio Feminino, em Salvador.

A situação de abandono afetivo e o recorrente quadro de baixa autoestima nestas mulheres serão os alvos do Dia de Cuidado, nesta segunda (28).

Momento em que será ofertado a estas mulheres, oficinas de estética com cursos de auto maquiagem com produtos da AVON, cortes e cuidados com os cabelos. Além disso, elas terão uma roda de conversas sobre racismo e violência de gênero.

“As mulheres que cumprem penas privativas de liberdade, ou mesmo as restritivas de direitos são, em sua maioria, negras e provenientes de comunidades populares. São historicamente vulnerabilizadas pela ausência de políticas de atenção que discutam a violência e seus desmembramentos de forma aprofundada”, enfatiza Andréa Mércia, coordenadora geral da Central de Apoio e Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas (CEAPA).

mulher encarceradaFoto: Charles Guerra / Agencia RBS

“Apesar de termos avanços nas discussões de gênero e uma discreta queda no índice de violência nos últimos 10 anos, ainda somos vítimas contumazes do feminicídio, alimentado pelo machismo, misoginia e patriarcalismo arraigados na sociedade brasileira”, pontua Andreia Mércia.

“Sabemos que a maioria aqui é tão vítima que se transformam em rés. Isso é muito triste. Debates como estes são necessários para estas mulheres pra que elas possam se conscientizar, abrir seus olhos. Muitas estão tão acostumadas a serem mal tratadas que acham que não tem direitos ou alternativas diante das violências que sofrem. Então, tudo que possa vir a trazer esclarecimento para elas é muito bem vindo na unidade. Sempre as digo que o direito do qual estão privadas é o de ir e vir, os demais elas devem estar cientes de quem tem.” – Luz Marina, diretora do Presídio Feminino.

Já no dia 5/12, o CEN realiza a Roda de diálogos sobre Racismo e Gênero, na sede a OAB, em Salvador, onde 25 mulheres que cumprem pena alternativa estarão presentes.

A Campanha pelos “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, conta anda com parceria da Prefeitura de Salvador e começou na última sexta (25), com a iluminação especial do Elevador Lacerda na cor laranja, que simboliza o ativismo em todo o mundo. O mesmo assim ficará até o dia 10 de dezembro, quando finda a Campanha.

O Coletivo de Entidades Negras realizará, ainda, debates com policiais e comandantes militares, órgãos públicos do Poder Executivo, jovens de Lauro de Freitas.

Fonte:  http://portalsoteropreta.com.br/mulheres-em-carcere-receberao-acao-especial-nos-21-dias-de-atvismo-contra-violencia/

Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas