Orooni Odé debate empreendedorismo e renda

A realização do Orooni Odé, no Ilê Axé Opô Ajagunã, no município de Lauro de Freitas, superou até as mais otimistas expectativas. O evento foi um sucesso. Cerca de 230 pessoas compareceram ao encontro da rede, que teve Odé como grande homenageado do dia.

Como sempre, o formato do evento permitiu que o público presente fizesse uma leitura antropológica e contemporânea dos aspectos sociais, políticos e sociais do Orixá senhor de Ketu.

O anfitrião da casa, Babalorixá Aristides Mascarenhas, presidente Nacional da Federação Nacional de Culto Afro Brasileiro – FENACAB, abriu o evento, saudando a todos os presentes e expressando o prazer em receber a rede em sua comunidade. Falou da necessidade de iniciativas que politizem a juventude de Candomblé e a importância da união de todos para o fortalecimento da nossa religião.

Wesley Moreira, coordenador do Programa de Microcrédito da Secretaria Estadual de Trabalho, Emprego e Renda – SETRE, palestrou sobre as linhas de crédito existentes, que incentivam e fortalecem os empreendedores.

O doutor e professor Vilson Caetano, representante do Coletivo de Entidades Negras (CEN), tratou dos aspectos antropológicos do Orixá Odé, apresentando um minucioso estudo sobre as comunidades dos caçadores, o modo de vida, as relações sócio-políticas e o legado que deixaram e que influenciam o comportamento da sociedade moderna.

Ao final do encontro ficou nítido, para todos os presentes, que a capacidade e o talento para empreender e gerar renda é uma herança ancestral inerente a todos nós, africanos da diáspora.

Como encaminhamento, ficou deliberado que uma comissão de jovens da rede Orooni irá à SETRE, dialogar sobre uma nova estratégia para contemplar os empreendimentos juvenis, pautados na matriz africana.

Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas