Projeto leva oficinas, peça teatral e roda de conversa ao Terreiro do Gantois

O projeto ‘Teatro no Terreiro – Circulação, Formação e Vivência Cultural em Terreiro de Candomblé’ promove, desta sexta-feira a domingo (10 a 12), oficinas, mostra, roda de conversa e espetáculos no Ilê Ìyá Omi Àse Ìyámasé (Gantois), bairro da Federação, em Salvador. O projeto tem apoio financeiro do edital ‘Agitação Cultural’ por meio do Centro de Cultura Populares e Identitárias (CCPI), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Valorizar o ambiente dos terreiros de candomblé como espaço cultural e de agregação da comunidade em seu entorno é um dos objetivos do projeto. A iniciativa visa também possibilitar acesso gratuito do público à arte teatral em ações que reúnem tradições orais, teatro popular, formação técnica cultural, palestras, mostra artística e interatividade do público com mestres populares e acadêmicos.

Oficinas

A oficina ‘Vivência, Teatro e Tradição Oral’, com 20 vagas disponibilizadas, abre o projeto. A atividade, que acontece nesta sexta-feira, das 9h às 17h, vai ser ministrada pelo ator, diretor, professor e mestre em Artes Cênicas Rafael Morais. Os trabalhos produzidos pelos alunos vão ser apresentados no final da oficina na mostra ‘Histórias Griô’.

No sábado, a programação ocorre das 8h às 12h, com a oficina de ‘Iniciação à Produção Teatral’, também com 20 vagas. A oficina vai ser ministrada pelo ator, diretor, produtor e especialista em Gestão Cultural, Elson Rosário. O objetivo é contribuir para a formação de novos produtores teatrais no âmbito local.

Peças teatrais

À noite, a programação continua, a partir das 19h, com o espetáculo ‘O Caçador de Sonhos’, inspirado nos mitos dos orixás. O texto e a direção são de Rafael Morais, que encena a peça vivendo um contador de histórias. Em seguida, às 19h45, acontece a ‘Roda de Conversa Griô’. Participam do debate a professora doutora Vanda Machado, a atriz e produtora cultural Déa Márcia e Rafael Morais.

Anda na noite de sábado, ocorre o segundo espetáculo da noite, ‘Na teia de Ananse – Trama da Palavra’, com a atriz Tânia Soares. Morais também assina o texto e direção da peça, que se baseia em contos e mitos de matriz africana, e revela a magia da narrativa inspirada nos narradores africanos – griots.

Fábulas

O encerramento do projeto acontece no domingo, às 19h, com o espetáculo ‘Histórias de Mãe Beata’, reunindo fábulas que trazem à cena os contos da Ialorixá de Cachoeira, Mãe Beata de Yemanjá. Todas as atividades são gratuitas e destinadas à comunidade do terreiro, estudantes, atores, professores e demais interessados.

Realizado pelo produtor e gestor cultural Elson Rosário em parceria com o grupo Teatro Griô, o projeto tem produção executiva de Nelma Belchote. Desde 28 de maio, a programação ocorreu em terreiros de duas cidades do sul baiano – o Matamba Tombeci Neto, em Ilhéus, e o Ilê Axé Ijexá Orixá Olufon, em Itabuna. Confirma mais informações no blog Teatro no Terreiro.

Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)

Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas