Que Ladeira é essa? realiza graduação da primeira turma de Defesa Quilombola na Ladeira da Preguiça

 

 

Aconteceu na noite desta segunda-feira (8), a graduação da primeira turma de Defesa Quilombola, realizada pelo Centro Cultural Que Ladeira é Essa?, que fica localizado na Ladeira da Preguiça, no bairro 2 de Julho. Durante a cerimônia, 11 alunos receberam das mãos do professor e fundador do espaço, Marcelo Teles e do Mestre Alex Cintra a faixa branca, que simboliza a primeira graduação no Jiu-Jitsu. Uma garota de 12 anos recebeu a faixa amarela, sendo a terceira graduação na arte marcial.

O evento contou com a presença de personalidades negras, como o rapper Baco Exu do Blues, Noélia Pires, diretora da Aban – Associação Nacional das Baianas de Acarajé e fundadora do Fórum Baiano de Religiões de Matrizes Africanas, Vander Charles, líder comunitário e criador da grife Black Atitude e Marcos Rezende, coordenador do Coletivo de Entidades Negras, que na ocasião utilizou de palavras de empoderamento negro para estimular os graduandos. “A educação é a maneira mais fantástica que temos para mudarmos o mundo, mas não quer dizer que a gente vai conseguir mudar o mundo se ela não for uma educação antirracista”.

Durante a cerimônia, os alunos foram homenageados pelas personalidades presentes, inclusive com um emocionante discurso de Maria do Carmo Franco, mãe de Pedro Lucas Franco, um dos graduandos presentes. Para os jovens participantes, o projeto tem grande importância em suas vidas, que em meio a inúmeras dificuldades se dedicam para estar presentes, como o caso de Suzana Varela, que durante sua graduação lembrou o quão difícil foi sua caminhada. “Só a gente sabe o quanto é difícil pra quem luta jiu-jitsu mudar de faixa”, lembrou.

 

Graduação da turma de Defesa Quilombola. Foto: divulgação

A Defesa Quilombola é uma modalidade de lutas e artes marciais que envolve técnicas de capoeira, judô e jiu-jitsu. Além de sua prática, os alunos do centro aprendem bastante sobre conscientização política e social durante as aulas, tratando sobre o racismo, a violência contra a mulher, a LGBTfobia e a intolerância religiosa. O projeto Que Ladeira é Essa? visa abraçar essas pessoas, que por algum motivo vivem excluídas da sociedade, dando-lhes oportunidades no esporte, teatro, além da conscientização política.

De acordo com o idealizador do centro, Marcelo Teles, o Que Ladeira é Essa? possui parcerias firmadas ao longo do tempo, mas não recebe ajuda dos poderes públicos para poder prestar seus serviços, que são todos voluntários. Quem quiser conhecer o local ou colaborar com o projeto é só comparecer na sede, localizada na Ladeira da Preguiça, nº 10, no bairro 2 de Julho, Comércio. Funciona de segunda a sexta a partir das 17h e aos sábados das 9h às 12h. Mais informações pelo email [email protected] ou através do telefone (71) 98229-3424.

Foto: Nathália Quadros
Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas