Samba Junino será reconhecido como Patrimonio Imaterial de Salvador no próximo domingo

Por Pareta Calderasch

No próximo domingo(19), as 17:00h, no Solar Boa Vista, haverá o reconhecimento do Samba Junino como Patrimônio Imaterial de Salvador. O protocolo de solicitação foi feito pelo grupo Só Samba de Roda com o apoio do Coletivo de Entidades Negras, em maio de 2015 a Fundação Gregório de Mattos.  O reconhecimento fortalece a luta dos agrupamentos culturais, que constroem essa tradição histórica na cidade. O processo foi analisado pelo Conselho Consultivo do Patrimônio, com análise preliminar da Fundação Gregório de Mattos.

O samba junino nasceu há pelo menos três décadas, era feito um arrastão com a percussão no chão, com grupos de samba e os moradores de bairros como Liberdade, Engenho Velho de Brotas, Federação, Garcia, Vasco da Gama, Dique Pequeno, Alto da Bola, Nordeste de Amaralina, Tororó, Engomadeira, Beiru, Caixa D’água, Plataforma, entre outros, sem aparatos sonoros, os sambistas faziam um alto coro que acompanhava a percussão.

Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas