Sei que te Conhecia de Algum Canto da Vida …

Muito triste. Fiquei consternado, mesmo sem conhecê-lo.

Olhar sapeca, sorriso fácil, sinceridade nas feições. A beleza de um ser humano que se esvaiu.

Família, amigos, parentes, conhecidos, anônimos(como eu), que sofremos com perdas dessa natureza.

A linha da vida no Aiyê, que se foi inesperada e inadvertidamente para nós, e iniciada a caminhada de retorno ao Orun.

Questionamos se realmente essa era a hora da partida, mas quem sabe são nossos Orixás e nossos ancestrais. E vamos convivendo com a morte, numa volúpia, sem sabermos quando realmente será a nossa hora.

Abreviaram-se muitos projetos pessoais e profissionais, sonhos planejados ou inusitados, amores, paixões, viagens, passeios, visitas, enfim, no Teatro da Vida, esta peça foi encerrada e descerradas as cortinas, e merece os nossos ‘aplausos’!

Vai irmão! Segue em frente na sua nova jornada, mesmo nos deixando com lágrimas nos olhos, lágrimas que revelamo o amor incondicional, à uma pessoa que não conheci, mas que me faz pensar nos demais, nos nossos que se foram de forma violenta, que tiveram suas vidas abreviadas pela violência.

Segue irmão sua caminhada, olha por nós aqui no Aiyê, pois nos encontraremos no Orun, um dia, Felipe Doss.


Por Ubiraci Muniz
Ogan do Ilê Axé Opo Oya Pada, Olopa Ode do Ilê Asipa
Filiado ao CEN.

 

Deixe seu comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pular para a barra de ferramentas